se omito que o mito transforma
nossas opacas vidas de sempre
e nos abre novas portas
a mundos desconhecidos

que nos aponta o invisível
o silêncio das nossas trevas
bem lá no fundo da terra
que nos aproxima da morte

e em seguida da vida
não serei eu mesmo
um humano que no entanto
é feito da matéria dos deuses

assim como a pedra o é
e a árvore também
e todas as coisas e os seres
nossos irmãos lá do passado

sabiam de tudo isso
penetravam nas fundas cavernas
diziam que os animais
eram povos como eles

e possuíam poderes
eram belos e sábios
patronos dos humanos
e lhes ensinavam lições

os xamãs mergulhavam na terra
e dali transcendiam aos céus
conversavam com os deuses
separavam-se do corpo

e por pouco não morriam
assim como os jovens iniciados
que conheciam a dor e o medo
de partirem mais cedo

assim tornavam-se homens
caçadores ou guerreiros
também as jovens mulheres
tornavam-se assim responsáveis

encontravam a harmonia
ao ultrapassarem as barreiras
que os tolhiam neste mundo
hoje se riem do mito

deturparam seu sentido
não percebem que nas suas tragédias
de tantas vidas vazias
de sentido e significado

há apenas o logos
metade do que seriam
se aceitassem o mito

Abilio Terra Junior
10/07/2011

 

::: Menu ::: Voltar :::

Envie essa Página  

 

 

Criação de Gráficos e Páginas:
Webmaster e Designer:Crys