Urbe


As "cidades-estado" da Europa Medieval deram lugar às "cidades" localizadas em um Estado, no sentido de País, o qual, por sua vez, passou a compreender diversos Estados (Províncias, Cantões etc).
Eu resido em uma cidade de grande porte, Belo Horizonte, principalmente se considerarmos as cidades que se localizam ao seu redor e que constituem com esta, a Grande Belo Horizonte, capital do Estado de Minas Gerais. Uma cidade que cresceu aceleradamente, como acontece com a maioria das capitais brasileiras, em razão do fenômeno de atração dos cidadãos das cidades interioranas e do meio rural para as capitais, devido à carência de oportunidades de trabalho e estudo naquelas. Estes cidadãos, muitas vezes, ao contrário do que imaginavam, nem sempre encontram estas oportunidades com que sonhavam e são forçados a viver em condições precárias, nas favelas, que tomam os morros que circundam as capitais, em bairros ou cidades periféricas, e acabam constituindo o grande contingente dos desempregados ou subempregados, ou, ainda pior, partindo para a marginalidade social, tornando-se viciados, ou mesmo traficantes de drogas, ou ladrões, assassinos, participando de "gangues" de marginais. Os jovens, assediados pelos traficantes de drogas e sem oportunidades de trabalho e de estudo, acabam entrando também nessas "gangues", que se disseminam pelos grandes centros urbanos.
Nas cidades ainda maiores, como Rio de Janeiro e São Paulo, estes problemas ainda se agravam mais. Por outro lado, os grandes centros apresentam diversos atrativos, como uma vida cultural mais diversificada do que as cidades menores, uma infra-estrutura de escolas, faculdades, hospitais, teatros, shoppings, cinemas, barzinhos, restaurantes, transportes etc, apesar de todas as deficiências, ainda mais desenvolvidos do que os dos centros de menor porte.
As cidades que se situam no nível médio, sem a sofisticação das capitais, mas com uma boa infra-estrutura a nível social e econômico, estão passando a exercer atração para muitos cidadãos das grandes capitais, que preferem abrir mão de certas opções, mas correndo menores riscos, tanto eles quanto suas famílias.
Por outro lado, as cidades menores oferecem, ao lado de algumas evidentes vantagens, algumas precariedades, como uma menor proteção diante de políticos e membros da elite poderosos, menor intercâmbio cultural, fragilidades diante de doenças, principalmente, endemias, pouca independência individual, com pouca defesa perante "invasões de privacidade" psicológicas, emocionais ou até mesmo físicas.
O grande fator, hoje, é o "índice de qualidade de vida" que define as cidades em que se pode viver com menores riscos e com boas oportunidades no âmbito social e econômico. Em Minas Gerais, a cidade de Poços de Caldas é considerada a de melhor qualidade de vida. Localizada na região Sul do Estado, é, de fato, uma bela cidade, que atrai muitos turistas, com grandes hotéis, uma praça magnífica, um festival de música clássica que já se tornou popular e uma história peculiar. Há muitas décadas atrás, quando o jogo era praticado livremente no País, os seus grandes cassinos viviam lotados pelos ricaços de todos os cantos que os freqüentavam assiduamente, e o dinheiro abarrotava os seus caixas. Depois da interdição do jogo no Brasil, os seus cassinos fecharam e aquela grande fonte de lucro cessou, de uma vez por todas. Toda a bela região Sul de Minas Gerais, composta, em boa parte, pelas estâncias hidrominerais, famosas em todo o País e no exterior, sofreu um duríssimo golpe, do qual se ressente até os dias de hoje. E os milionários e demais jogadores passaram a viajar para o exterior, e o lucro passou a ser dos cassinos estrangeiros e não mais dos nacionais... E, ainda por cima, os Governos Federal e Estaduais exploram desenfreadamente o jogo, na forma de bilhetes de loteria, loto-bola, sena etc, etc...
Mas, enfim, onde é o melhor lugar para se viver, nas grandes, médias ou pequenas cidades? Acredito que seja uma questão de foro íntimo, cada um que tome a sua decisão de acordo com a sua preferência, levando em conta todos os fatores que possam influir na sua decisão, positivos ou negativos.
Eu tive a ocasião de morar em outras cidades, além de Belo Horizonte, como Rio de Janeiro, Brasília e Montes Claros, além de um pequeno período em Icém, pequena cidade na fronteira São Paulo/Minas Gerais. Residi por muito tempo em Brasília e, depois, retornei para a minha cidade de origem. Quem sabe se, futuramente, não poderei morar em uma cidade de porte médio, do litoral? Ou em Palmas, que dizem ser a cidade que mais cresce no País, atualmente, capital do novo Estado do Tocantins? Ou ficarei aqui mesmo, na minha BH? Só o tempo dirá.


[Menu] [Voltar]

Envie essa Página  

Todos os meus textos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais - LEI No. 9610,
de 19 de fevereiro de 1998, e pelos tratados e convenções internacionais.
Respeite os direitos dos autores, para que seus direitos também sejam respeitados.

Contato com Autor: Abílio Terra Junior

 

Criação de Gráficos e Páginas:
Webmaster e Designer:Crys

Melhor Visualizado em:1024x768