Em Todo Aquele Inverno

 

em todo aquele inverno

a surpreendi tantas vezes

naquele sonâmbulo mundo

de uma constrangedora magia

 

que me deixei seduzir

pelo âmbar que transluzia

dos seus passos que seguiam

a ardência da noite preciosa

 

 que impenetrável mistério

a encobria como um invólucro

e nunca me permitia

sorvê-la em seu instante íntimo

 

 ela assim me envolvia

ao sorrir como uma donzela

 se abrir à minha pele

 mostrar seus crespos pêlos

 

e sua pele luzidia

brilhava à luz das estrelas

e suas unhas roçavam

meus cabelos cacheados

 

ela me protegia do frio

com seus longos cabelos negros

me enrodilhava em suas pernas

serenas em seus doces odores

 

 se dizia minha amante

 me conservava errante

ao demonstrar o recato

com que cerrava seus olhos

 

em seu mundo tão distante

ela assim permaneceu

tão diverso do meu

que nunca mais o encontrei

 

Abilio Terra Junior

29/11/2007 00:35 h

(Direitos autorais reservados ao autor)

Envie essa Página

Créditos desta página:

Você está ouvindo: Aline.mid

Imagem: GettyImages.com

Webmaster e Designer: Lisiê Silva.

Página inserida em: 30/11/2007

Copyright © Abilio Terra Junior - 2007 - Belo Horizonte/MG/Brasil

Todos os Direitos autorais reservados /  All Rights Reserved.