ora direis a sombra que aqui passou
do povo banido de si mesmo
da oportuna alocação dos recursos
para a terra do nunca
dos que se sentem no direito
de usar para si o que é dos outros
da máquina opressora que nos dá
deveres mas não direitos
do menino que morre de fome
entre o lixo
do urso do Ártico que pede socorro
do lobo arrastado para ser alvejado
da menina que entra no caminhão
e recebe trocados para o leite do irmão
do que sai à rua para defender
seus direitos e não volta
da luta desigual dos opressores
contra os oprimidos
essa sombra vaga pela terra
manchada de sangue

Abilio Terra Junior
22/07/2013


Menu ::: Voltar ::: Envie essa Página

::: CrysJuanGráficos&Design :::