o guardião do umbral
repousa no amplo espaço

ele se interpõe
entre nós e o Éden

ele nos ignora
até que pronunciemos a senha
a palavra de passe
a fórmula que nos identifica
e que é um códice
que interpenetra meandros esquecidos
de correntes subterrâneas do Eufrates

em torno dele
o negro espaço
e uma sensação gélida
que não circula
pois não há vento

sua representante na Terra
é a Pirâmide
gasta pelo tempo
e pelos bólidos de Napoleão
e que se faz de morta
mas observa cética
milhares de transeuntes curiosos
que passam ao largo

com o guardião
sucede o mesmo
mas em proporções incalculáveis

no Antigo Egito ele era representado
pelo deus Anúbis
que confrontava as almas
que a ele chegavam
com uma pena de pássaro
em uma balança

as que pesassem mais que a pena
eram reprovadas

assim as almas frívolas
que ganham prêmios por encomenda
armam torpes e vulgares estratégias
riem de quem não conhecem
porque não se conhecem

continuarão perdidas
no negrume do espaço e dos mundos
desprezadas pelo guardião

Abilio Terra Junior
12/07/2006

[Menu] [Voltar]

Envie essa Página  

 

Criação de Gráficos e Páginas:
Webmaster e Designer:Crys

Tube:Marianne