na manhã curiosa
morno sangue deixou-se escorrer
enquanto penas esvoaçavam
as lembranças iam-se
dentes de diversas cores espraiavam-se
toques dispersos
gritos guturais
torpor de muitos
risos de outros
em plena estação
o que se esperava
se cumpriu
virtudes enegreciam
com o tempo
mal e mal caminhavam
encontravam árvores abertas
que abrigavam na beatitude
para que a lógica
enfileiradas moças corriam
mas se detinham
encobriam seu mal estar
absurda lei geral
escovas zuniam volta e meia
a música homenageava
o amigo morto
era o tempo da abstinência
quem pensava estar estaria
laboratórios esquadrinhavam
o espaço interno
sangue de novo
aplausos intensos
lutas internas
estrela ressurgia numa flor
o espaço espalhava-se
agora em seis dimensões
branco negro vermelho
o que dizer às rosas
mas o membro se erguia
e se infiltrava velozmente
no espaço negro
que se transfigurava

Abilio Terra Junior
27/11/2014


 

Menu ::: Voltar ::: Envie essa Página

 

 

::: CrysJuanGráficos&Design :::