Parece que foi ontem..

Vimos você chegar,

tão de mansinho, envolta num conjunto todo

amarelinho e feito com carinho.

Olhinhos fechados e no bracinho trazia

uma pulseira com o número 159,

era a sua identificação no bercário.

Um pedacinho de gente,

que veio nos alegrar.

Com aquele doce jeitinho, seu chorinho...

Enfim, descobrimos você,

te amamos, e, agora,

sentimos a mesma emoção

daquele primeiro momento.

Pingo de gente que é tão nossa...

Por que tão nossa?

Você se pertence e às vezes

esquecemos disto.

Mas o tempo foi passando e você cresceu.

Tão depressa! Como gostaríamos que esse

tempo demorasse a chegar.

Abra agora a porta do descobrir, do buscar, da

vida.

Vida que é esperança e amor.

Pingo de gente, amamos você.
Luiza Helena Guglielmelli Viglioni Terra
17 de dezembro



::: Menu ::: Voltar :::

Envie essa Página  

 

 

Criação de Gráficos e Páginas:
Webmaster e Designer:CrysJuan