Espreita oculta - Luiza Helena G V Terra


Olhos de lince
espreita a mata
na clareira oculta
aguarda atento a sua presa.

Choros...

gemidos...

vultos sombrios...

sussurros...

Na calada da noite
o lobo uiva mirando a lua
que e encoberta pela nuvem.


***************************************************

Esperança de um sonho - Luiza Helena G V Terra


Sabiá canta
com harmonia
no pomar,
rouxinal responde
no roseiral.

"Uni du... ni tê ...
salamê minguê.."
as crianças graciosas
brincam sorridentes
no jardim das oliveiras.

Patos , marrecos e gansos
se deslocam em cadência
harmônica e exuberante
nas águas límpidas do grande lago
e suavimente a brisa sopra o ser oculto
da criança adormecida.

Uma saudade,
um tempo vivido,
na esperança de um sonho,
que era sonho,
na marca do tempo que não volta mais.


***************************************************

Luar - Luiza Helena G V Terra

Lua dos meus encantos,
teus raios expandem em meu ser
os mais sublimes sentimentos.

Luar na floresta, enleva as
grutas encobertas, cachoeiras e riachos.
Num ritual melódico e eloqüente
formam uma orquestra vital.

Lua...
Fico perplexa a admirá-la,
teu brilho me inspira,
me afaga e me fascina.

 

Envie essa Página  

 

 

Criação de Gráficos e Páginas:
Webmaster e Designer:Crys

Melhor Visualizado em:1024x768