nestas algaravias
de tortuosas magias
muitos se quedam confusos
pois do distante oriente
procedem tais alfabetos
depois entoados
já em forma de fados

e chegaram à nossa terra
onde mudaram seus usos
ante costas tão belas

eu tento me entender
e uso para isso a língua
mas ainda me perco no fuso

pois muito do que se passa
não se trata de u’a massa
mas começa
nas inconscientes penumbras

e assim como o nosso universo
gira em torno de um buraco
negro e perverso
que vive a devorar
miríades de estrelas

esta vida minha
singra uma espiral
entre o bem e o mal

que nada mais são que símbolos
de uma sina sutil
que não se enquadra
em um perfil

Abilio Terra Junior
07/11/2005 2:13 h



Envie essa Página

 

Criação de Gráficos e Páginas:
Webmaster e Designer:Crys


Imagem Top:Retirada da internet sem restrições de uso