Uma Trilha - Abilio Terra Junior / Ressurreição - Nadir A D’Onofrio

 

uma gota cai na terra

e germina uma torrente

com novo significado

das mudas nervuras carcaças

***

Gota tímida em terra árida

Lava alma e chão

Transborda o riacho

Transforma lágrimas em cascata...

***

e aquele sino que ouve

lá nas dobras da montanha

***

Sinos em badalar tristonho

ecoam além das planicies

***

e os caminhantes que seguem

com certeza e tibieza

***

Seres errantes, convictos!

levando no âmago sua fé

***

e os mortos que caminham

ao luar e ao fogo-fátuo

***

Almas aventureiras

amantes da noite e da lua

***

nada disso parece novo

aos olhos do povo

***

Imagens que o povo vê

rotina habitual na aldeia...

***

mas na vastidão dos infernos

houve um imenso silêncio

***

Entre choros e ranger dos dentes

O tempo de silenciar...

***

e as caveirinhas novinhas

sorriam do seu temor

***

Infantis caveirinhas

Que o medo, não conheciam

***

e toda a dor deste mundo

reteve uma esperança

diante da luz que brotou

de um coração transumano

***

Coração constítuido de luz

para emanar amor

ensinar, humildade e caridade...

***

que parecia perdido

aos olhos dos seus algozes

mas dominava mistérios

que transmitiu a poucos

***

Ilusão de um povo

Ao crerem que ELE morreu...

Ali, a prova da ressurreição

Ante olhos assombrados

***

e seguiu o seu caminho

na estrada de luz

e deixou-nos uma trilha

que quase ninguém compreendeu

***

O retorno do Filho amado

para os braços do seu pai

exemplo legado

aos terráqueos aprendizes

Abilio Terra Junior

06/04/2007

 

Nadir A D’Onofrio

Santos SP 09/04/2007 18h37

 

[Menu] [Voltar]

Livro de Visitas

Envie essa Página  

 

Criação de Gráficos e Páginas:
Webmaster e Designer:Crys