em tantos ciclos que se envolvem
e que resultam em poesia
o que dizer à massa nobre
que se esmera em mil amores
a liberar seus impulsos

não há muito o que ser dito
por não ser compreendido
pois não muitos se esforçam
a entender suas letras
que são muitas e estreitas

e por não se esforçarem
dizem que quem se esforça
comete muitos equívocos
num linguajar oblíquo
que não se faz entender

mas se soubessem o que é poesia
começariam a entender
que esse linguajar oblíquo
é composto de metáforas
e de complexos paradoxos

que é o elã da poesia
que singra mil mares
em símbolos mui sutis
e que atravessa mil desertos
tantos são os seus méritos

em um poema tão singelo
se escondem mil signos
como as estrelas infinitas
e esta a suprema beleza
da poesia a brilhar
em uma epifania

Abilio Terra Junior
25/05/2007 1:15

[Menu] [Voltar]

 

Envie essa Página

 

Midi: yanni one mansdream

Criação de Gráficos e Páginas:
Webmaster e Designer:Crys