Ao pé da estrada
ela dormia
pura e inocente
e se deixava levar
por seu sonho
ao indócil mundo
da sua alma
meiga dorida trevosa
e ao mesmo tempo luminosa

O tempo passou
indolente
e ela esqueceu-se de acordar
tal a ternura que encontrou
entre os entes
que cuidam
com doçura impenetrável
daqueles descuidados
que no mundo do sonho
se deixam ficar
indiferentes ao acordar

Abilio Terra Junior



Envie essa Página

 

Criação de Gráficos e Páginas:
Webmaster e Designer:Crys

Imagem Top:Getty Images.com