busco imerso no escuro
o que sempre esteve presente
lá no meu intimo
oh minha gente

o sol está como agora
a infundir o seu esplendor
entre todas nossas células
a lua amiga oculta

é clara às vezes escura
seu efeito é subliminar
todos aqueles insetos
que percorrem seus caminhos

numa sólida hierarquia
talvez estejam a nossa frente
meu universo se cala
e escuta a nobre fala

da sacerdotisa jovem
como as entranhas da terra
o xamã com seu saber
nos ensina qual o caminho

cura nossas doenças
no entanto somos mudos
crédulos e pouco astutos
embora assim não pensemos

nossa vida se espraia
pela face clara
da divina gestante
dançamos céleres

com nossos redondos chapéus
tocamos nossas origens
ao compasso do tambor
somos comparsas do espírito

que é pleno divino solícito
e por vezes o tocamos
em instantes eternos

Abilio Terra Junior
25/01/2012



::: Menu ::: Voltar :::

Envie essa Página  

 

 

Imagem:Cebarre2002

Criação de Gráficos e Páginas:
Webmaster e Designer:CrysJuan