Na calada da noite de seu casebre ouviu o barulho de
um vôo rasante em direção à floresta.
É a coruja que tudo vê e observa e com
sua sabedoria ,fica na espreita e se abriga
do frio em seu esconderijo.
No imenso lago suas águas começam a congelar deixando
na superfície uma camada transparente de gelo anunciando o Inverno.
Apenas um lago, um casebre e uma densa floresta.
O jovem acende o fogo na tosca lareira pega seu violão e começa a dedilhar rapidamente
em suas cordas ecoando uma bela melodia fluindo no ar
uma aroma estonteante atravessando a grande
floresta, montanhas e vales.
Era a magia do Inverno cuja paisagem
tornava-se mais bela com aquele tapete branco
e que por alguns meses irá adormecer os viventes
daquela região e que se despertarão com uma nova paixão.

Luiza Helena Guglielmelli Viglioni Terra
20/05/2009



::: Menu ::: Voltar :::

 

Envie essa Página  

 

 

Criação de Gráficos e Páginas:
Webmaster e Designer:Crys